terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Como se preparar para a prova de redação do Banco do Brasil? Confira as dicas da professora Rafaela Lôbo

Como se preparar para a prova de redação do Banco do Brasil?

A primeira coisa que o candidato deve fazer é analisar o edital para compreender que o que será exigido e como se dará a análise da redação. No caso específico, o edital explica que a prova de redação terá por base o conteúdo programático referente ao anexo, por isso, disciplinas como Atualidades do Mercado Financeiro ou Técnicas de Vendas são, provavelmente, referências para o tema a ser escolhido. 
 
Outro fator importante está no fato de que a prova aberta será eliminatória, por isso, não adiantará o candidato se dedicar muito na prova objetiva se não conseguir fazer o mínimo de sessenta por cento na redação. Lembre-se de que muitos alunos são eliminados exatamente na prova dissertativa.

  Após compreender o que será exigido, deve-se começar a praticar. No Banco do Brasil a prova de redação será dissertativa e o candidato terá até 30 linhas para desenvolver o texto. Sugiro treino periódico, ou seja, no mínimo duas redações por semana até a prova. Para uma dissertação bem feita o texto deve possuir uma tese (um ponto a ser discutido e provado), argumentos que a comprovem e a retomada dessa mesma tese na conclusão. Essa estrutura permitirá a certeza de um texto coerente. 
 

       Não se pode deixar de avaliar, ainda, o fato de que não se escreve sobre um conteúdo que não se conhece, por isso, novamente a análise do edital é de grande importância para que o candidato estude o conteúdo específico que será pedido na prova antes de começar a treinar a escrita. Uma boa sugestão é fazer uma redação após estudar cada conteúdo.

Além disso, devemos primar pela coesão, o que significa ligar, conectar, articular as ideias e frases do texto. A coesão é dada por meio de mecanismos gramaticais - como conjunções e pronomes – que permitem a união das orações em um dado texto fazendo com que ele se torne coerente, ou seja, lógico. Para produzir um texto coeso, antes da escrita, um bom exercício é a leitura de observação. Ao ler tecnicamente textos bem escritos, o candidato será capaz de aplicar os termos de coesão no próprio texto. 
 
Outro aspecto relevante é a objetividade, deve-se ter a capacidade dar o máximo de informação em um pequeno espaço. Um bom exercício para tornar o texto objetivo é a escrita em que o candidato, após elaborar o rascunho da redação, começa a cortar explicações desnecessárias. 
 
No entanto, seguir todas essas dicas não resolverá se houver fuga ao tema, seja ela total ou parcial. Ao receber a prova, deve-se ler com muito cuidado o comando da questão, caso contrário, uma estrutura bem feita e sem erros gramaticais não evitará a eliminação do candidato.

Por fim, é importante ressaltar que, como em qualquer disciplina, redação deve ser estudada. É um engano pensar que é impossível treinar previamente ou que a redação não elimina ninguém, preparo é fundamental.

* Rafaela Lôbo, Mestre em Linguística, professora, palestrante e consultora

Fonte: Jornal do Buritis 

Nenhum comentário:

Postar um comentário