sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

TRT-MG - Carlos Chagas confirmada como organizadora

Saiu extrato de dispensa de licitação para a contratação da Fundação Carlos Chagas (FFC) como organizadora do concurso para técnico e analista judiciários do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), da 3º Região. A expectativa é de que o edital seja divulgado, no máximo, em março. 

Com a definição da organizadora, o TRT-MG deverá informar nos próximos dias as especialidades de técnico e analista que deverão ser oferecidas no concurso. Os vencimentos são de R$4.635,03 para técnico, de níveis médio e médio/técnico; e de R$7.566,42 a R$9.188,20 para analista, de nível superior. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade.
A comissão organizadora, formada pela presidente, desembargadora Emília Facchini; e os membros, Deocleia Amorelli Dias, Mônica Sette Lopes e Camila Almeida Peixoto, trabalha em conjnto na prepação do concurso, que tem como objetivo reforçar o quadro de pessoal do tribunal.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

BNDES - Novo concurso para técnico: 2º grau, com R$4.759 mensais

Aguardado por milhares de pessoas, o concurso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) será uma das grandes oportunidades de ingressar no serviço público federal este ano. E uma boa notícia para quem estuda e sonha com uma vaga na empresa é que os preparativos da seleção estão sendo intensificados, tendo em vista a possibilidade de realizá-la em junho, conforme diretriz do BNDES. O concurso é marcado por diversos atrativos: boas remunerações, de R$4.759,23 para técnico administrativo (nível médio) e R$12.022,85 para profissional básico (superior), amplo pacote de benefícios, incluindo auxílio-alimentação e auxílio-refeição, entre outros, e carga de trabalho reduzida, de apenas 35 horas semanais.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Receita Federal - Remuneração de R$16.116 para qualquer graduação

O processo que trata do pedido de autorização de concurso este ano para analista-tributário e auditor-fiscal da Receita Federal prossegue em análise em coordenação da Secretaria de Gestão Pública do Ministério do Planejamento, onde se encontra desde junho do ano passado, quando foi recebido na pasta. A expectativa é que a tramitação evolua após a aprovação do orçamento da União para 2015 pelo Congresso Nacional, o que pode acontecer no próximo mês. Para auditor-fiscal, o coordenador-geral de Gestão de Pessoas da Receita, Francisco Lessa, já confirmou que foram pedidas 2 mil vagas. O cargo tem como requisito o ensino superior completo em qualquer área e além de estabilidade (contratação via regime estatutário), possibilita ganhos iniciais de R$16.116,64.

Na mesma ocasião em que confirmou o quantitativo que já havia sido informado pelo ex-presidente do sindicato nacional da categoria Pedro Delarue, em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, Lessa destacou que a seleção precisa acontecer já neste ano. “Precisaremos, sim, realizar um novo concurso em 2015. Uma providência não exclui a outra, porque a necessidade é muito maior”, disse ele, referindo-se à expectativa de nomeação dos 272 excedentes do concurso do ano passado, que precisam ser chamados até julho deste ano, quando a validade da seleção expira definitivamente (foi prorrogada no fim do ano passado).

O Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita (Sindifisco Nacional) já apontou o déficit de auditores como uma das causas para o desempenho abaixo do esperado para a arrecadação em 2014. Das 20.420 vagas de auditor-fiscal existentes, apenas cerca de 10.700 estão preenchidas. O quantitativo solicitado para o cargo de analista ainda não foi informado pelos órgãos envolvidos no processo. O Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita (Sindireceita) aponta uma carência de mais de 9 mil servidores e defende o preenchimento de 1.800 vagas por ano. O requisito para o cargo é o mesmo de auditor e a remuneração é de R$9.629,42 no início da carreira. Em ambos os casos, já está incluído o auxílio-alimentação, de R$373.

O pedido de concurso da Receita inclui ainda cargos da área de apoio. Também não foi informado o quantitativo solicitado, nem os cargos incluídos. As seleções para a área, porém, tem concentrado um maior número de vagas na função de assistente técnico-administrativo, de nível médio, com remuneração inicial de R$3.671,82 (incluindo o auxílio). Para o Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do Ministério da Fazenda (Sindfazenda), o pedido deveria ser de pelo menos 5 mil vagas, o que equivale à necessidade verificada em estudo de 2013 da própria Receita, que segundo o presidente do sindicato, Luis Roberto da Silva, já nasceu defasado.


Fonte: Folha Dirigida

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Ministério Público da União (MPU) - Lança concurso público com 25 oportunidades

O Ministério Público da União (MPU) abriu concurso público que visa ao preenchimento de 25 vagas e formação de cadastro de reserva nos cargos de Analista e Técnico do órgão. As chances estão distribuídas entre 12 estados: Amazonas (AM), Amapá (AP), Bahia (BA), Espírito Santo (ES), Mato Grosso (MT), Pará (PA), Piauí (PI), Paraná (PR), Rio de Janeiro (RJ), Rondônia (RO), Rio Grande do Sul (RS), São Paulo (SP) e, ainda, no Distrito Federal (DF).
As inscrições para participar do certame iniciam em 23 de janeiro e vão até 11 de fevereiro, e devem ser feitas no endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/mpu_15. As taxas são R$ 140,00 para nível superior e R$ 110,00 para nível médio.

OPORTUNIDADES – Para o cargo de Analista, são ofertadas chances para candidatos que possuem diploma de nível superior em Ciências Contábeis e Atuariais, Ciências Atuariais, Engenharia Química ou em qualquer área de formação. Os requisitos de participação estão descritos no edital de abertura da seleção. A remuneração para esse posto é R$ 8.178,06 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.
Já para Técnico, as vagas são para a Área de Atividade: Apoio Técnico Administrativo – Especialidade: Segurança Institucional e Transporte. Os interessados em concorrer ao cargo devem possuir certificado de conclusão de curso de ensino médio, Carteira Nacional de Habilitação da categoria “D” ou “E” e demais requisitos descritos no edital. A remuneração ofertada para Técnico é R$ 5.007,82 para a jornada de 40 horas semanais.
A seleção compreenderá etapas de provas objetivas e discursiva para os cargos de Analista. Já para Técnico do MPU, haverá, além da prova objetiva, teste de aptidão física, avaliação médica e Programa de Formação Profissional. As avaliações objetivas, para todos os cargos, ocorrerão na data provável de 22 de março. As etapas serão aplicadas em todas as 26 capitais dos estados e no Distrito Federal, com exceção do Programa de Formação, que acontece apenas em Brasília (DF).

Fonte: CESPE/UnB

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Secretaria de Estado de Educação (SEE-MG) : Prorrogadas até fevereiro inscrições de concurso

O prazo para as inscrições do concurso oferecido pela Secretaria de Estado de Educação (SEE)  foi prorrogado até o dia 1º de fevereiro. As vagas são para as áreas de ensinos Especial, Médio e Regular, e também no Conservatório Musical. Os cargos oferecidos exigem ensino médio e superior. São 17.630 vagas ao todo, distribuídas em diversas cidades mineiras. A maior quantidade é para o ensino regular: 13.459.

De acordo com os editais, publicados no dia 25 de novembro, .a taxa será de R$30 para a vaga de Assistente Técnico de Educação Básica, R$40 para Professor de Educação Básica e R$45 para Especialista em Educação Básica.

A remuneração inicial varia entre R$ 1.005,46 e R$ 1.455,30. A jornada de trabalho é de até 24 para professores e especialistas em educação e de 30 horas semanais para assistentes técnicos.
A previsão é que a prova seja aplicada no dia 8 de março de 2015. A confirmação de local e horário do exame deve divulgada a partir do dia 2 de março, no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), empresa organizadora do concurso.

O processo seletivo terá prova objetiva e avaliação de títulos. Para o Conservatório de Música e o Ensino Especial será exigida prova prática de instrumentos e Língua Brasileira de Sinais, respectivamente.

Outras informações sobre a prorrogação podem ser acessadas pelo site do governo.



Fonte: G1 Concursos 

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Ministério Público da União (MPU) - Órgão e Cespe assinam contrato. Edital previsto para a próxima semana

O Ministério Público da União (MPU) e o Cespe/UnB, já definido anteriormente como organizador por meio de dispensa de licitação, assinaram o contrato, conforme publicação no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, dia 8. Com a definição, o edital da seleção para os cargos de técnico administrativo e analista deverá ser publicado nos próximos dias - na verdade, a previsão é de que o documento saia já na próxima semana. As oportunidades de técnico, de nível médio ou médio/técnico, serão nas áreas de Segurança e Transporte, e no caso do analista, as especialidades ainda não foram informadas.
O cargo de técnico possui vencimento de R$5.285,16, enquanto a função de analista, que pede 3º grau, paga R$8.216,55. Os R$710 referentes ao auxílio-alimentação estão incluídos nos dois valores. Os interessados devem manter os estudos, tendo por base o último concurso, em 2013. Na ocasião, os candidatos foram selecionados por meio de provas objetiva e discursiva, sendo  a segunda apenas para os concorrentes a analista.
Na ocasião, as disciplinas cobradas foram: Língua Portuguesa, Legislação Aplicada ao MPU, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Perícia, Relações Humanas, Noções de Direito Constitucional e Administrativo, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Atualidades, cada uma de acordo com o cargo/especialidade. Os servidores do MPU têm carga de 40 horas, e são contratados no regime estatutário, ou seja, com estabilidade.

Fonte: Folha Dirigida

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Ministério Público da União (MPU) - Cespe/UnB irá organizar concurso de técnico e analista. Edital em breve

Após longo período sem novidades, finalmente houve avanços no concurso para a área de apoio do Ministério Público da União (MPU). O órgão oficializou nesta terça-feira, dia 30, por meio de publicação no Diário Oficial da União (DOU), o Cespe/UnB como organizador da seleção. A definição ocorreu por meio de dispensa de licitação e a expectativa, agora, é pela publicação do edital, que deverá ocorrer em breve. Embora o MPU tivesse informado anteriormente que haveria oportunidades somente para o cargo de técnico de apoio especializado, nas áreas de Segurança e Transporte, está confirmada, segundo a publicação, a oferta também para a função de analista, cujas áreas ainda não foram informadas.

O cargo de técnico, que pode exigir os níveis médio ou médio/técnico, possui vencimento de R$5.285,16, enquanto a função de analista, que pede 3º grau, paga R$8.216,55. Os R$710 referentes ao auxílio-alimentação estão incluídos nos dois valores. Os interessados devem manter os estudos, tendo por base o último concurso, em 2013. Na ocasião, os candidatos foram selecionados por meio de provas objetiva e discursiva, sendo a segunda apenas para os concorrentes a analista. Na ocasião, as disciplinas cobradas foram: Língua Portuguesa, Legislação Aplicada ao MPU, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Perícia, Relações Humanas, Noções de Direito Constitucional e Administrativo, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Atualidades, cada uma de acordo com o cargo/especialidade. Os servidores do MPU têm carga de 40 horas, e são contratados no regime estatutário, ou seja, com estabilidade.

Fonte: Folha Dirigida